Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a Blog

Guia de viagem da Arrábida para os amantes da gastronomia

water next to the rock

 

O Parque Natural da Arrábida, muitas vezes conhecido simplesmente como Serra da Arrábida, é uma área protegida que se estende das montanhas ao oceano Atlântico, aproximadamente entre a cidade de Setúbal e a vila piscatória de Sesimbra. Situada na Península de Setúbal, a apenas 45 km de Lisboa, a Arrábida dá um excelente

 

Os viajantes ativos têm motivos de sobra para serem felizes na Arrábida, já que este canto do país tem trilhos pedestres incríveis, mas existem muitas outras atividades de aventura que o vão manter entretido por estes lados, como a canoagem, a natação e o snorkeling. E porque o litoral é acidentado e topograficamente diversificado, também é possível praticar coasteering, que combina várias modalidades como caminhadas, natação, deslizamento, entre outras.



Pode manter-se activo quando aqui) que podem ser uma grande ajuda para chegar até alguns dos locais mais populares, incluindo o Portinho da Arrábida, a praia de Galapinhos, a Praia da Figueirinha e até mesmo a menos movimentada Praia do Creio. Mas, para chegar às praias mais selvagens, como a Praia dos Coelhos ou a Praia do Porto da Baleeira, vai precisar mesmo de percorrer trilhos relativamente curtos que, podem não ser muito extensos, mas por vezes incluem descidas bem inclinadas e escorregadias. Isto pode resultar cansativo para alguns, não apenas devido ao seu nível físico, mas também porque os dias quentes e sem sombra podem tornar a caminhada incrivelmente longa. É claro que chegar a um acordo e ir à sua praia preferida de barco também é uma opção – daquelas quase saídas de uma cena de filme. Uma coisa é certa: encontrará praias verdadeiramente imaculadas na Arrábida. Algumas destas praias têm um ar tão selvagem que têm o potencial de fazê-lo sentir-se como se não estivesse assim tão perto de uma capital.



Mais uma vez, por se tratar de uma zona natural com fortes restrições à construção e urbanização em geral (e ainda bem que é assim mesmo), quando se vem à Arrábida não existem muitas infraestruturas de apoio nem sítios para ir comer fora. As poucas opções existentes dentro da própria área protegida do parque natural, concentram-se em torno da baía do Portinho da Arrábida e em algumas das praias mais procuradas. Assim, para uma maior variedade de lojas, cafés e restaurantes, os viajantes dirigem-se frequentemente a cidades e vilas próximas, nomeadamente Setúbal, Palmela, Azeitão e Sesimbra – também é aqui que pode querer abastecer-se se planeia caminhar e fazer um piquenique durante o seu trilho.

Se estiver em movimento e quiser explorar a área em geral, pode combinar vários desses lugares para uma incrível viagem de um dia repleta de natureza, gastronomia regional e vinhos extraordinários. Por exemplo, pode facilmente combinar uma caminhada matinal que culmine num mergulho refrescante numa das praias do Portinho da Arrábida, seguido de um farto almoço de marisco em Sesimbra. Ou pode também partir de Lisboa para Setúbal de comboio (a viagem leva pouco menos de uma hora, saindo de Roma-Areeiro, Sete Rios ou Campolide, a bordo do comboio da Fertagus) e, daqui, aproveitar os autocarros gratuitos para as praias. Se as caminhadas não forem a sua praia, e nunca melhor dito, pode almoçar na própria praia e, porque não, apanhar um táxi ou um autocarro e seguir até Palmela, onde à tarde poderá visitar uma das muitas adegas que por ali estão sediadas e marcar uma prova de vinhos para ficar a saber mais sobre os néctares da região vitivinícola da Península de Setúbal.

Pode não haver muitas opções dentro da própria Arrábida, mas a gastronomia desta região de Portugal é imensamente rica. Muitos de nós, lisboetas, vamos frequentemente a Setúbal ou a Sesimbra para deliciar-nos com marisco fresco e vinhos regionais, por isso encorajamo-lo a fazer o mesmo quando andar pela Arrábida.

Não deixe de provar o aclamado choco frito de Setúbal, que consiste em tiras de choco com um leve polme, e que são fritas até ficarem douradas, e habitualmente acompanhadas com batatas fritas e salada. O choco frito é tão importante nesta cidade que, na rua, há até uma estátua de um cefalópode gigante, mas de aparência amigável, com a qual os turistas costumam tirar fotos. As mariscadas também são obviamente comuns, assim como o peixe grelhado na brasa, que vai variando de acordo com a época e a pesca do dia, mas é sempre o mais fresco possível.



Outros produtos regionais relevantes dos arredores da Arrábida incluem as ostras do rio Sado, o

Quando estiver na Arrábida, não deixe de beber vinho local. O Moscatel de Setúbal, um dos

 

Como mencionamos acima, as opções de restaurantes dentro do próprio Parque Nacional da Arrábida são limitadas. Sendo assim, se quiser dispor de uma variedade maior de lugares para escolher, pode dar um pulo a Sesimbra ou a Setúbal para desfrutar de uma refeição típica. Caso contrário, fique connosco porque estamos prestes a partilhar consigo os melhores estabelecimentos para comer fora na Serra da Arrábida, com foco nos restaurantes junto à praia.

 

Restaurantes no Portinho da Arrábida

 

 

D’u Portinho

A praia do Portinho da Arrábida foi eleita uma das 7 Maravilhas de Portugal e o D’u Portinho também se destaca como um dos melhores restaurantes da região.

Sendo o Portinho da Arrábida uma vila piscatória com tradições marítimas profundamente enraizadas, pode ter a certeza de que o marisco que aqui desembarca no seu prato é da maior frescura e também de grande qualidade. Este pode não ser o restaurante mais acessível mas, entre estar localizado numa das mais belas baías de Portugal, e servir pratos bem executados à base de peixe e marisco, achamos que vale bem a pena num dia especial na Arrábida.

O D’u Portinho tem uma esplanada construída sobre palafitas na água, dando-lhe a sensação de estar quase no mar enquanto saboreia a sua refeição ao ar livre. Aqui poderá deliciar-se com uma variedade de pratos de peixe simples. Recomendamos que procure espécies que não encontrará facilmente noutros locais, por vezes nem mesmo em Lisboa. Estamos a falar, por exemplo, de salmonete, cantaril, pargo, sargo, pregado ou linguado, entre outras que vêm e vão sazonalmente. Note-se que o peixe é vendido ao peso, denotando que se trata de peixe capturado de forma selvagem e não produto de aquicultura. Pergunte quanto pode pesar um pedaço de peixe antes de fazer o seu pedido, para ter uma ideia clara de quanto vai acabar por gastar.

📍Rua do Portinho da Arrábida, 2925-378 Portinho da Arrábida

www.instagram.com/restauranteduportinho

 

Restaurante Farol Arrábida

Também no Portinho da Arrábida, encontramos o Farol, um restaurante situado mesmo onde termina a zona portuária e começa a praia propriamente dita. Este é mais um restaurante a visitar com tempo. Não vai querer vir aqui e apressar as coisas. Em vez disso, relaxe, peça ótimos frutos do mar e saboreie-os com dedicação enquanto admira as vistas amplas das águas azul-turquesa do Atlântico que beijam a costa da Arrábida. Durante o verão, sentar-se ao ar livre é obviamente a nossa opção preferida, mas, mesmo nos dias mais frios, pode-se também desfrutar das vistas, pois as paredes do restaurante são maioritariamente de vidro, não bloqueando o panorama que certamente também veio aqui apreciar.

Aberto desde 1985, o Farol serve clássicos portugueses de marisco, desde os pequenos pratos às refeições principais. Comece com umas suculentas www.farolarrabida.pt

 

Galeão

O Galeão é um óptimo local para vir almoçar durante um dia de praia ou, se estiver a explorar a Serra da Arrábida, para jantar cedo com vista para o oceano. Como este restaurante está dentro da área natural protegida do parque, não pode conduzir até aqui durante o dia, mas pode trazer o seu próprio carro a partir das 19h. Até lá, aproveite os autocarros gratuitos e, no regresso, o restaurante também oferece um serviço de transporte de volta até à estrada principal… porque eles sabem que muita gente se vai sentir um pouco pesada depois de deliciar-se à vontade no Galeão!

Tal como acontece nos restantes restaurantes do Portinho da Arrábida e na zona envolvente, no Galeão os produtos por excelência são o peixe fresco e o marisco. O restaurante tem um balcão refrigerado na frente, onde estão expostas as diferentes espécies, para que possa dar uma vista de olhos e selecionar o seu próprio peixe a ser grelhado no momento sem depender apenas de nomes impressos no menu. A comida é simples, mas boa, mesmo muito boa.

📍São Lourenço, 2925-025 Portinho da Arrábida

www.facebook.com/profile.php?id=100057097764145

 

Cervejaria Mafalda Bar

O Mafalda é um snack-bar simples, perfeito para matar a fome quando não se quer fazer uma refeição pesada ou gastar muito dinheiro nos estabelecimentos mais caros da zona.

Venha tomar uma cerveja geladinha, peça uma tosta mista, o onipresente sanduíche prensado português com fiambre e queijo, e recarregue as energias para continuar a explorar as praias ou trilhos da Arrábida. O Mafalda Bar não fica mesmo junto à praia, mas um pouco mais alto na falésia, à beira da estrada, com uma esplanada encantadora.

Como na maioria dos lugares da Arrábida, as vistas do Mafalda são ótimas, mesmo que o lugar seja tão simples quanto parece. Honestamente, achamos ótimo que nem todos os estabelecimentos na área se dediquem aos mariscos nem tentem ter uma atmosfera mais chique de clube de praia.

📍Rua Serra Mãe 26, 2925-378 Portinho da Arrábida

www.facebook.com/BardaArrabida

 

Onde ir comer na Praia do Creiro

 

O Zeca

Primeiro vem-se a’O Zeca por causa dos cocktails. E depois, acaba-se por se ir ficando por causa da boa comida e do clima ainda melhor. O Zeca está inserido num bonito edifício que se integra na perfeição com a envolvente natural. É o tipo de local onde se sabe (ou pelo menos se espera) que uma boa brisa amenize o sol que agora, depois de passar algum tempo a explorar a Arrábida e as suas praias, já lhe terá penetrado na pele.

Tal como os outros restaurantes da costa da Arrábida, O Zeca serve o peixe mais fresco que provavelmente irá provar na sua vida. Se está com muita fome e não vê a hora da refeição principal chegar à mesa, sugerimos que comece pelos petiscos, como a www.facebook.com/OZecaRestauranteBar

 

 

Onde comer na Praia da Figueirinha

 

Bar Mar & Figueirinha Beach Lounge

Este é o local ideal para uma refeição na Praia da Figueirinha. O Bar Mar serve a comida habitual que esperamos em muitos restaurantes costeiros em Portugal, destacando o peixe fresco simplesmente grelhado, realçado com pouco mais do que sal e os poderes do fumo do carvão.

Para algo um pouco mais elaborado e também um pouco mais caro, prove o arroz de marisco, o arroz de tamboril ou a caldeirada. A caldeirada é um típico guisado de pescador com pedaços de peixe que vão variando consoante a pesca do dia.

O Figueirinha Beach Lounge é também um lugar bem cool para simplesmente sentar-se a beber um copo e, se entretanto ficar com fome, experimentar a variedade de petiscos, incluindo choco frito, um dos pratos por excelência da região de Setúbal.

📍Praia da Figueirinha Arrábida, 2900-727 Setúbal

www.restaurantebarmar.com

 

Restaurantes na Praia dos Galapos

 

Ondagalapos

Durante os prémios European Best Destinations 2017, a Praia de Galapinhos foi destacada como “a praia mais bonita da Europa”. Mesmo ao lado da agora ainda mais popular Praia dos Galapinhos, encontramos os Galapos, que fica literalmente contíguo aos Galapinhos. Para chegar a Galapinhos, tem de caminhar pela costa da praia dos Galapos, algo a fazer com muito cuidado quando a maré estiver baixa. Se a praia de Galapinhos é mais selvagem, Galapos é mais facilmente acessível e tem infraestrutura de apoio e locais para petiscar ou beber qualquer coisa, como o restaurante Ondagalapos.

Ondagalapos é o tipo de lugar perfeito para beber umas rodadas para refrescar-se depois de um dia na praia, mas pode fazer mais do que apenas beber por aqui. Paulo Ribeiro gere o Ondagalapos há mais de 30 anos, ao longo dos quais construiu uma clientela fidelizada, que aqui vêm não só nos dias de verão, mas também no inverno, quando a sala de jantar interior com portas de vidro ainda permite desfrutar dos arredores deslumbrantes.

A ementa inclui muitos dos clássicos que se podem esperar nesta região, desde o choco frito ao peixe grelhado na brasa, carnes no churrasco e pratos especiais como o marisco e a www.instagram.com/ondagalapos

 

Quando viajar até Portugal, esperamos que tenha a oportunidade de ir explorar as maravilhas naturais do Parque Nacional da Arrábida e, porque certamente vai queimar muitas calorias ao fazê-lo, vá repor energias nestes restaurantes que aqui lhe recomendamos. Divirta-se e ficamos ansiosos para ver as suas fotos da Arrábida no @tasteoflisboa Formas deliciosas de combater o calor do verão em Lisboa

Pessoas genuínas, comida autêntica. Venha connosco onde os portugueses e lisboetas vão:

Reserve o seu lugar na nossa próxima InstagramTwitter e