Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

Comida portuguesa caseira de inverno

Portuguese homestyle winter food

 

Durante os meses mais frios, aumenta a vontade de comer pratos quentes que sejam nutritivos e que evoquem uma certa sensação de nostalgia. Se há uma época do ano em que a comida de conforto pode ser ainda mais gratificante, provavelmente é o inverno!

Apesar de ir comer fora, o take away e as entregas ao domicílio serem cada vez mais populares nas cidades portuguesas, a verdade é que a comida caseira continua a fazer parte da nossa cultura. A maioria das pessoas sabe como defender-se na cozinha e, enquanto o repertório de pratos pode incluir influências internacionais, as receitas portuguesas são ainda as que mais costumamos fazer.

Durante o inverno, os portugueses gostam de cozinhar refeições simples e receitas aconchegantes que sejam calóricas o suficiente para ajudar a manter o calor e a energia durante o dia. Em casa, é comum fazer algumas receitas que dificilmente se encontra nos restaurantes. Por isso, se tiver a sorte de fazer amigos portugueses e for convidado para comer em casa, poderá ter a oportunidade de experimentar comidas portuguesas que pode não ver mencionadas nos menus dos restaurantes típicos.

 

Tem curiosidade sobre o que os portugueses comem em casa durante o inverno? Estes são alguns dos nossos pratos favoritos durante os meses mais frios, incluindo uma receita bónus no final do artigo, para que possa saborear um pouco de Portugal em qualquer parte do mundo!

 

Sopas

Gostamos de sopas o ano todo, mas é no inverno que um bom prato de sopa é ainda mais apreciado. Uma boa parte da ingestão de vegetais na dieta típica portuguesa é feita em forma de sopa. As sopas de legumes são geralmente consumidas como aperitivo antes da refeição principal. Mas existem certas sopas mais pesadas, que desafiam a distinção entre sopa e guisado, que incluem ingredientes que enchem mais, como feijão, pedaços de carne ou peixe, e que podem facilmente fazer uma refeição por si sós. Uma boa dose de sopa, juntamente com pão e talvez um pouco de manteiga ou queijo é o jantar habitual de muitos portugueses, especialmente das gerações mais velhas que possam não ter vontade de comer uma refeição mais composta à noite. Tradicionalmente, as famílias portuguesas costumam ter um tupperware cheio de sopa caseira no frigorífico. Os miúdos portugueses crescem a comer sopa e, embora às vezes o detestamos enquanto jovens, a verdade é que a maioria de nós acaba por desenvolver uma relação afetuosa com esta simples mas reconfortante refeição quente.

As sopas portuguesas mais apreciadas são feitas à base de puré de legumes com batata, cenoura, nabo, abóbora e cebola, com complementos como alho-francês, feijão verde, espinafres, agrião ou outras hortaliças. As sopas não vegetarianas também incluem o popular caldo verde, couve ralada numa base de batata, servido com uma rodela de chouriço; a sopa da pedra, uma mistura de vegetais, feijão e enchidos; ou a sopa de peixe, que é um caldo de peixe e tomate com pedaços de peixe.

Portuguese homestyle winter food

 

Pratos de bacalhau 

Os portugueses são obcecados por bacalhau o ano todo. Então, o que torna este peixe salgado uma comida de inverno? Se é bem verdade que gostamos de comer este peixe curado a qualquer hora, também é verdade que existem receitas mais apropriadas para os meses de verão e outras que são particularmente agradáveis ​​de cozinhar em casa durante o inverno.

O inverno é uma ótima época para deliciar-se com receitas de bacalhau mais pesadas, como o bacalhau com todos, o bacalhau à Gomes de Sá ou o bacalhau com broa.

O bacalhau com todos é o jantar típico de Natal em Portugal e algo que comemos em muitos outros dias do ano. É um prato simples de peixe cozido com vegetais como batata, cenoura e feijão verde. Em algumas casas, também é usual adicionar um ovo cozido por porção. Não importa quais são os vegetais que fazem companhia ao peixe, regar tudo com uma generosa quantidade de azeite é a regra.

O bacalhau à Gomes de Sá, originário do norte de Portugal, é tão festivo como o bacalhau com broa. Ambos os pratos são um pouco mais elaborados do que o bacalhau com todos e costumam ser servidos em momentos como o almoço de domingo para toda a família. O bacalhau à Gomes de Sá consiste numa travessa de bacalhau desfiado sem espinhas, batata e cebola servidos com azeitonas pretas como guarnição, enquanto que o bacalhau com broa consiste em filetes de peixe com uma crosta de broa de milho sobre uma cama de verdes, aromatizados com azeite e alho – veja aqui a nossa receita!

A nossa coleção de pratos de bacalhau de inverno não estaria completa sem pratos de forno como o bacalhau com natas e o bacalhau espiritual. Essas maravilhas são finalizadas no forno e ótimas para dar de comer a um grande grupo de amigos. Também são excelentes para fazer em quantidades grandes, pois são receitas que ficam muito bem muito quando reaquecidas! O bacalhau com natas, como o próprio nome indica, é composto por bacalhau e natas. O peixe é desfiado e misturado com batatas e cebolas, e regado abundantemente com natas antes de ser gratinado no forno. Em algumas casas, o prato é finalizado com uma camada superior de queijo, como uma lasanha, o que certamente fará com que tenha vontade de relaxar ainda mais após a refeição. O bacalhau espiritual soa um tanto místico, mas na verdade consiste numa mistura muito prática de bacalhau desfiado, pão velho embebido em leite, ovos batidos e cenoura ralada, também dourados no forno para uma gratificante refeição, muitas vezes acompanhada de salada.

O inverno também é uma época perfeita para os fritos de bacalhau, como os pastéis de bacalhau, feitos com uma massa de batata, ou as pataniscas, as primas mais achatadas dos pastéis, feitos com massa à base de farinha e ovos. Esses bolinhos vão muito bem com preparações de arroz caldoso, conhecidas em Portugal como arroz malandrinho.

Portuguese homestyle winter food

 

Pratos de arroz Portugueses

A Itália tem o risoto, e Portugal tem o chamado arroz malandrinho, ou seja, pratos de arroz com molho, mais comumente preparados com o tipo de arroz carolino, cultivado no nosso país. O repertório das receitas portuguesas de arroz é muito vasto, mas existem alguns pratos que adoramos comemos fora, como o arroz de marisco, e outros que são muito mais prováveis ​​de serem preparados em casa.

Em Portugal, o arroz pode ser servido como acompanhamento ou como prato principal. Como complemento à proteína principal no prato, as receitas de arroz malandrinho do dia a dia incluem arroz de tomate, arroz de feijão, e arroz de grelos. Estes pratos de arroz são servidos mais frequentemente com peixe frito, em forma de pastéis de bacalhau ou em filetes de peixe.

O arroz como prato principal geralmente envolve proteína animal. Estas são receitas de tacho, como o arroz de polvo ou o arroz de peixe. Ou receitas no forno para uma camada superior mais dourada, como no caso do arroz de pato, que consiste em arroz cozido no caldo do pato, com uma camada de fatias de chouriço, gratinado até obter uma crosta perfeita.

Portuguese homestyle winter food

 

Comida de tacho

O que seria do inverno sem um bom estufado caseiro? Felizmente para nós aqui em Portugal, e para quem visita o nosso país, a gastronomia portuguesa está enraizada na cozinha rural e isso traduz-se imediatamente no destaque que a nossa culinária dá aos guisados.

Os guisados são uma maneira de fazer render os ingredientes, ao mesmo tempo que desenvolvem o sabor de alimentos que podem não ser considerados espetaculares por si sós. Trata-se de juntar numa panela o que há disponível, temperar sem medo e adicionar uma pitada do ingrediente secreto: amor, claro!

As famílias têm as suas próprias receitas de guisados com legumes e carnes mas, por todo o país, os pratos de tacho portugueses mais apreciados são a feijoada, a dobrada, a carne de porco à alentejana, os rojões, a caldeirada e o que consideramos ser o prato nacional de Portugal, o cozido à portuguesa.

Se gosta de guisados ​com leguminosas como principal foco do prato, poderá desfrutar da feijoada com carnes, ou de dobrada, o prato típico da região do Porto, com feijão branco e intestino de vaca cozido até ficar macio num caldo rico em tomate.

Os amantes da carne vão deliciar-se com pratos de carne de porco estufada. Se for convidado a comer numa casa de família no sul de Portugal, provavelmente poderá desfrutar de carne de porco à alentejana, que envolve cubos de porco marinados com colorau, servidos com amêijoas e batatas fritas caseiras grossas. No norte, é muito mais provável que lhe sirvam carne de porco à portuguesa ou rojões, que são receitas semelhantes que dispensam as amêijoas e podem por sua vez incluir pickles ou castanhas assadas.

E porque os portugueses não vivem só de carne, embora o inverno peça comidas mais pesadas, a caldeirada é um guisado de peixe que aproveita muito bem o peixe que houver. Tradicionalmente um prato de e para pescadores, a caldeirada reúne numa só panela pedaços de peixe, batatas e legumes, temperados na medida certa para um bom sabor e um final de boca reconfortante.

Se há um prato que acreditamos que todos deveriam experimentar quando viajam por Portugal, e ainda mais durante o inverno, é o cozido à portuguesa. Em vez de explicar o que é o cozido, quase poderíamos dizer-lhe o que não inclui, pois é uma receita muito rica e com tamanha variedade de carnes, hidratos de carbono, vegetais e até leguminosas. O cozido à portuguesa é ainda melhor apreciado num dia frio, ao almoço, com tempo para fazer a digestão durante o resto do dia. Dica extra: dormir a sesta depois de comer cozido à portuguesa sabe mesmo bem, e porque não, eis uma experiência local da qual pode desfrutar enquanto estiver em Portugal!

Portuguese homestyle winter food

 

Outros pratos portugueses caseiros

A lista de receitas portuguesas que costumamos fazer em casa durante o inverno é praticamente interminável, variando consoante a região do país e até mesmo cada família. Estes são alguns outros pratos tradicionais habituais durante a época fria em Portugal:

Açorda: ensopado de pão com um caldo rico em alho. A açorda costuma ser servida com camarões cozidos e uma gema de ovo crua para misturar com as papas de pão mesmo antes de comer, para a cozer ligeiramente com o calor residual. Na região do Alentejo, a açorda refere-se a uma preparação mais próxima a uma sopa, em que o pão não é servido com a consistência de papa, mas sim regado com caldo de coentros e finalizado com ovos escalfados ou bacalhau cozido. Experimente fazer açorda em casa seguindo a nossa receita!

Empadão: este é um prato que dificilmente poderá provar, a menos que seja numa casa portuguesa. O empadão (foto acima) pode ser considerado a resposta de Portugal à lasanha, com camadas de puré de batata e carne estufada. O empadão de arroz é ainda menos comum nos restaurantes e troca o puré de batata por arroz. Verdadeira comida portuguesa caseira!

Favas com entrecosto: favas estufadas até ficarem bem suaves, com o sabor intenso da costela de porco. Favas com chouriço é uma variante deste prato que substitui o entrecosto por chouriço, enquanto as favas à portuguesa podem, na verdade, ser servidas com estas e ainda mais carnes, incluindo a o enchido de porco feito com sangue, conhecido como morcela.

Rancho: um prato a que certamente não falta potencial para satisfazer até os apetites mais agudos! O rancho consiste num guisado com grão de bico, batata, macarrão, enchidos e bastante couve. Se o rancho não é sinónimo comestível de inverno, não sabemos o que pode ser.

Portuguese homestyle winter food

 

Receita de ovos com ervilhas

Queremos partilhar consigo uma receita portuguesa rápida e fácil, que pode fazer com ingredientes que pode encontrar em qualquer parte do mundo. Esta é a nossa forma de abrir-lhe o apetite para mais comidas portuguesas de fazer água na boca e que esperamos apresentar-lhe aqui em Lisboa!

As ervilhas com ovos escalfados são um testemunho da criatividade, de como se pode fazer uma refeição nutritiva com apenas alguns ingredientes humildes, e torná-la tão apetitosa. É certo que o chouriço é fundamental para dar o sabor fumado que combina tão incrivelmente bem com as gemas de ovo ricas e aveludadas, e que podem tornar qualquer dia de inverno um pouco mais quente.

Para fazer ovos com ervilhas para 4 pessoas, vai precisar de:

  • 500g de ervilhas ( pode usar congeladas)
  • 4 ovos
  • 100g de polpa de tomate
  • 100g de chouriço às rodelas
  • 200ml de água
  • 50ml de azeite
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • Coentros picados a gosto
  • Sal e pimenta q.b.

Vista o seu chapéu imaginário de chef português e comece por refogar as cebolas picadas, o alho e a folha de louro numa frigideira quente com azeite. Quando a cebola ficar translúcida, acrescente o chouriço e a polpa de tomate.

Quando o chouriço começar a liberar a sua saborosa gordura, está na hora de adicionar as ervilhas e cozinhar por alguns minutos, permitindo que as leguminosas absorvam os sabores da carne. Adicione água apenas o suficiente para cobrir as ervilhas e leve tudo a ferver em lume médio.

Quando estiver a ferver, tempere com sal e pimenta e reduza o lume para médio-baixo. Tampe a panela e deixe cozinhar durante 20 minutos. Deve-se verificar a cada 5 minutos para mexer e certificar-se de que os alimentos não ficam colados na panela, colocando sempre a tampa logo a seguir.

Quando as ervilhas estiverem cozidas, abra 4 pequenos espaços e acrescente os ovos. Neste momento, pode simplesmente desligar o lume, tapar a panela e deixar o calor restante escalfar os ovos. Mas se preferir as gemas bem passadas, ainda pode deixar o lume ligado por mais um minuto. Caso contrário, o calor residual será suficiente.

Sirva com coentros picados a gosto por cima e não se esqueça de ter um pouco de pão por perto para mergulhar nas gemas e ir molhando neste guisado tão delicioso!

Portuguese homestyle winter food

 

Que pratos lhe dão mais vontade de fazer uma acolhedora refeição de inverno à portuguesa? Fale-nos das suas preferências via Instagram ou Facebook. Por favor marque-nos: @tasteoflisboa #tasteoflisboa

 

Continue a alimentar a sua curiosidade pela cultura gastronómica portuguesa:

Comidas que não sabia que eram portuguesas

Volta a Portugal em 18 comidas (sem sair de Lisboa)

O que comem os portugueses ao pequeno-almoço?

 

Pessoas genuínas, comida autêntica. Venha connosco onde os portugueses e lisboetas vão! 

Reserve o seu lugar na nossa próxima experiência gastronómica & cultural.

Siga-nos para mais em InstagramTwitter e Youtube