Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

Guia essencial das melhores sopas portuguesas - Parte 2: sopas com carne ou peixe

a pan of food on a plate

 

Este artigo é a continuação e completa o GUIA ESSENCIAL DAS MELHORES SOPAS PORTUGUESAS – PARTE 1: SOPAS VEGETARIANAS

Nesta segunda parte deste guia damos-lhe a conhecer as sopas portugueses de inverno mais reconfortantes em que o ingrediente rei é carne ou peixe. Na realidade, embora gradualmente comecemos a dar mais espaço aos vegetais na nossa alimentação, e as sopas serem a principal fonte de consumo de vegetais nos hábitos alimentares dos portugueses, quando falamos de sopas que podem bem ser uma refeição completa, estas levam carne ou peixe. E podem ser verdadeiros manjares. Fique a conhecê-las:

 

CANJA DE GALINHA

a bowl of soup and a spoon on a table

Podemos encontrar variações de caldo ou sopa de galinha um pouco por todo o mundo. Mas a canja, a sopa em si, o seu nome e a sua difusão em Portugal, têm uma história muito interessante. 

Acredita-se que a canja de galinha tenha tido origem na Índia, no estado de Tamil Nadu. Nesta versão indiana de canje ou kanji, a sopa consistia em papas de arroz temperado com ervas. O caldo e carne da galinha só foram adicionados posteriormente para enriquecer a sopa, e acredita-se que os portugueses que chegaram ao Subcontinente no século XV tenham influenciado esta adaptação da receita. Kanji eventualmente viajou mais além na Ásia, tornando-se congee na China e jook na Tailândia. 

Os portugueses também trouxeram a receita para a Europa e, assim, a canja tornou-se uma receita popular também em Portugal, agora mais comumente preparada com massinhas em vez de arroz. Embora a canja feita com frango seja uma receita em si, a verdade é que canja também é considerado um método de cozinha para fazer sopas e, tecnicamente, pode ser feita com outras proteínas, como peixes, mariscos, aves diversas e até mesmo carnes como coelho.

Partilhamos consigo a receita da canja de galinha portuguesa mais abaixo.

 

SOPA DA PEDRA 

a bowl of food on a plate

Esta receita ganhou fama nos anos 60, após a divulgação de um conto popular que reza a história de um frade com fome. Segundo a lenda que se passa na vila de Almeirim, no Ribatejo, este frade pede aos aldeãos ajuda para fazer uma sopa. Ele já tinha uma pedra e estava simplesmente a pedir água para o caldo. Os moradores locais perplexos perguntaram “como se pode fazer sopa apenas com água e uma pedra?” e então, gradualmente, ele convenceu-os para ir adicionando um pouco de tudo.

O resultado final? Uma das sopas mais ricas do repertório português. Sopa da Pedra consiste num caldo enriquecido com vegetais, feijão e variedade de enchidos. Mas não inclui a famosa pedra. É oficialmente apenas uma sopa, mas comer Sopa da Pedra como uma refeição completa não é de todo fora do comum.

 

SOPAS DE PEIXE E MARISCO

a plate of food

 

Um pouco por todo o país encontramos várias versões de sopas com peixe e mariscos. As mais populares incluem:

Sopa de peixe: A sopa de peixe é geralmente um caldo rico com tomate e completado com pedaços peixe, que podem depender da receita ou do peixe do dia.

Creme de marisco: Não existe uma receita padrão e, como muitas receitas à base de mariscos, depende dos ingredientes disponíveis e, em grande parte, do orçamento.

Sopa de conquilhas: Esta sopa da região do Algarve a sul de Portugal merece também ser aqui destacada. Espere encontrar conquilhas abundantes a nadar no seu prato.

Sopa de cação (na foto): Mais um destaque da gastronomia alentejana, na foto acima, desta vez com caldo de coentro ou poejo e postas de cação, um peixe da família dos tubarões.

 

 

OUTRAS SOPAS PORTUGUESAS QUE MERECEM DESTAQUE:

As sopas acima descritas são de facto as mais consumidas em Portugal. Mas existem outras especialidades regionais que pode encontrar ao viajar pelo país, especialmente fora das áreas urbanas, ou talvez durante épocas específicas do ano. Se tiver a sorte de provar alguma das sopas abaixo, considere-se com sorte e não perca a oportunidade de saborear a cultura portuguesa em estado líquido. 

a pan of food on a plate

Caldo de unto (também conhecido como água de unto): Caldo de gordura de porco e cebolas, servido sobre fatias de pão de centeio. No passado, costumava ser um pequeno-almoço típico de camponeses e pastores do norte que precisavam de entrar em calor antes de enfrentar o frio durante o dia de trabalho.

Sopa de casúlas (também conhecida como caldo de cascas): Esta sopa de vagens de feijão é um ícone gastronómico da província de Trás-os-Montes. Após um cuidadoso processo de secagem ao sol e reidratação, essa receita sem desperdício transforma as cascas de feijão nas estrelas do prato.

Sopa de beldroegas: Esta sopa é feita com beldroegas selvagens e acredita-se que tenha um valor medicinal relevante. Esta é uma planta sazonal e é mais provável que venha a encontrar esta sopa no Alentejo, sobretudo se for convidado para comer em casa de um local.

Caldo de castanhas piladas: Este puré de castanha é uma especialidade outonal particularmente consumida na região portuguesa do Minho, sobretudo na altura do São Martinho, aquando da apanha das castanhas.

Sopa de sarapatel: Se está familiarizado com a gastronomia indiana, principalmente da região de Goa, é provável que já tenha ouvido falar de Sarapatel. Enquanto na Índia Sarapatel significa um caril feito com carne, miudezas, sangue e temperos, aqui em Portugal a sopa de sarapatel é uma receita algo mais líquida que tem muito em comum com a versão mais picante do Subcontinente, que na verdade é uma adaptação da receita portuguesa. Neste caso, a sopa típica do Alentejo costuma ser feita com borrego ou cabrito. Mas outras sopas com sangue também podem ser encontradas por todo o país, com variadas carnes incluindo a de o porco, como é o caso das sopas de sarrabulho do Minho ou das sopas de sangue de Trás-os-Montes. 

A Sopa de Sarapatel, tal como as outras sopas com sangue, está associada à época da matança, não só porque a tradição dita que todas as partes do animal sejam usadas, mas também porque os portugueses apreciam o sabor e o valor nutritivo do sangue animal cozinhado. É mais provável que encontre essas sopas em ambientes rurais, onde ainda há famílias que criam e abatem o seu próprio gado.

Sopa Seca (na foto): Esta sopa seca desafia a noção de sopa que muitas pessoas possam ter, uma vez que quase não inclui caldo. Em vez disso, o prato é coberto com fatias de pão e pedaços de ingredientes que sobram de receitas como o cozido à portuguesa, o nosso típico prato de carnes e enchidos, e vai ao forno a gratinar.

 

RECEITA BÓNUS:

Seria injusto fazer-lhe água na boca sem também proporcionar-lhe uma solução fácil para satisfazer o seu apetite, depois de ler sobre as melhores sopas portuguesas. Para saciar a sua vontade de provar estas reconfortantes receitas portuguesas, é claro que recomendamos uma visita a Portugal, onde poderá experimentar todas estas sopas e mais. Mas se isso não for possível neste momento, deixamos-lhe já a seguir uma sugestão de receita simples que pode fazer em casa.

Canja de galinha – Ingredientes para 4 pessoas:

Meio frango (cerca de 500g)

1 cebola

1 dente de alho

100g de massinhas

1 colher de chá de sal

Preparação:

Numa panela, cubra o frango com bastante água e ferva junto com a cebola picada, o alho e o sal. Assim que a carne estiver macia, retire o frango. Enquanto o frango arrefece um pouco, ferva a massa dentro do caldo. Com as mãos, retire a carne dos ossos, desfie e acrescente à sopa. Fácil e tão reconfortante!

 

Para ficar a conhecer as sopas vegetarianas portuguesas, consulte o GUIA ESSENCIAL DAS MELHORES SOPAS PORTUGUESAS – PARTE 1: SOPAS VEGETARIANAS EM PORTUGAL

Mantenha-se quente neste inverno. Coma sopas portuguesas!

Se preparar algum dos pratos acima em sua casa, não se esqueça de partilhar uma foto conosco no Facebook ou Instagram. Tague-nos: @tasteoflisboa #tasteoflisboa

 

Continue a alimentar a curiosidade pela cultura gastronómica portuguesa:

8 chefs femininas portuguesas que vai querer conhecer

10 queijos portuguesas que vai querer provar

Comidas que não sabia que eram portuguesas

O prato nacional de Portugal (não é bacalhau…)

 

Descubra mais receitas fáceis no nosso blog:

Receitas Portuguesas com Conservas

Amêijoas à Bulhão Pato – A Receita Portuguesa para Amêijoas

Receitas do Melhor Bolo de Chocolate do Mundo

 

Pessoas autênticas, comida genuina. Venha connosco, onde os portugueses e lisboetas vão! 

Reserve o seu lugar na nossa próxima experiência gastronómica & cultural.

Siga-nos para mais em Instagram, Twitter e Youtube

 

 

Skip to toolbar