Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

10 formas de viver como um lisboeta 

a train crossing a street in front of a building

 

Assim que aterrar em Lisboa, e enquanto começa a ambientar-se, pode descobrir a cidade de duas maneiras: à turista ou à maneira portuguesa.  

Claro que pode visitar todos os locais turísticos possíveis e imaginários – e muitos valem a pena – comer todos os pastéis de nata que conseguir – nós também os comemos – ou ficar horas na fila para apanhar o elétrico 28.  

Pode também viver por uns dias como um lisboeta vive: comer o que nós comemos, beber o que nós bebemos, sociabilizar como nós sociabilizamos e sentir Lisboa como nós a sentimos, de forma tão profunda que, quando regressar a casa, dará por si a entender o verdadeiro sentido daquela palavra tão portuguesa e sem tradução absoluta: saudade. 

Aceita o desafio de conhecer Lisboa como um lisboeta? Tome nota das 10 maneiras de se sentir como um verdadeiro alfacinha: 

 

1. Comece o dia com uma bica

Portuguese espresso

 

Os lisboetas são grandes fãs de café e, quanto mais forte, melhor. Até temos uma palavra para descrever um pequeno e poderoso shot de café: bica. Por isso, se costuma começar o dia com gigantes canecas de café preto que costuma levar consigo para a rua esqueça-as e comece o dia com um verdadeiro shot de energia. 

 

2. Tome o pequeno almoço num café ou pastelaria

Lisbon bakery

 

Os lisboetas gostam de tomar o pequeno almoço fora de casa, no café ou na pastelaria a caminho do trabalho, e de trocar dois dedos de conversa com o empregado do balcão. Se a bica for muito forte para si, pode sempre pedir um galão (café com leite) com uma torrada, ou uma sandes mista ou o seu bolo de pastelaria preferido. Sim, pode começar logo pelo pastel de nata, mas nós costumamos começar a comê-los ao lanche do meio da manhã. Em qualquer dos casos, ao entrar diga um sonoro e sorridente “Bom dia!” sem esperar resposta em troca. Sentir-se-á logo mais em casa.

 

3. Explore a cidade a pé

a group of people walking down the old streets in Lisbon

Apesar das suas sete colinas, Lisboa é uma cidade relativamente pequena e pode facilmente descobrir alguns bairros a pé, como é o caso da Mouraria, Alfama, Santos, Chiado, Príncipe Real ou até da Graça. A melhor parte é mesmo deixar-se perder pelas ruas e ruelas e encontrar novos locais, ou pequenos largos, que não aparecem nos guias turísticos, sorrir e trocar uma ou outra palavra simpática com os moradores, que notam curiosos a sua passagem.

 

4. Escolha o restaurante pelo menu do dia

restaurants lisbon

Sabe aqueles restaurantes com o menu do dia em português, escrito à mão logo à entrada, e onde mal entra não percebe uma palavra do que ouve, pois estão todos a falar português? É precisamente aí que vai querer almoçar porque de certeza que a comida é tradicional e deliciosa. Não percebe o que está escrito no menu? Não se atrapalhe: olhe para a mesa do lado, peça o mesmo que o lisboeta está a comer e descubra novos sabores. 

 

5. Almoce às 13h e jante às 20h

lunch time in lisbon

Os lisboetas dão muita importância ao tempo e a hora das refeições é sagrada. Pare para almoçar às 13h (ou às 12h30 se quiser encontrar uma mesa vazia naquele restaurante mais típico) e marque mesa para o jantar a partir das 20h. Às sextas e aos fins de semana pode dar uma pequena folga ao relógio e almoçar por volta das 14h e jantar às 21h30. 

 

6. Termine a refeição com uma bica com “cheirinho”

coffee with a smell

Lembra-se da bica com que começou a sua manhã? Pois chegou a altura de tomar a segunda dose já que, em Lisboa, um almoço perfeito termina sempre com um café com cheirinho. Este é o nosso pequeno segredo para dizer ao empregado de mesa daquele restaurante trivial onde entrou que quer o café com uma pequena dose de aguardente ou brandy.

 

7. Desloque-se de transportes públicos

walking food tour tram 28
Esqueça os autocarros de dois andares que apenas lhe mostram os locais mais turísticos e nos quais só pode ver a cidade através da janela. Se quer ver e sentir a verdadeira Lisboa desça ao metro – há estações lindíssimas – ou vá para a fila dos autocarros amarelos (e respeite o seu lugar na mesma, se não quer ver otuga realmente irritado por passar-lhe à frente), espere pelo próximo e parta à descoberta de bairros residenciais como Campo de Ourique, Marvila ou Alvalade. 

 

8. Alugue uma bicicleta

a person riding a bicycle in a park in Lisbon

Os lisboetas estão a acostumar-se a atravessar a cidade de bicicleta e já existem várias ciclovias que pode explorar, como a mais recente na Avenida Almirante Reis. Pode alugar uma bicicleta ou aderir ao sistema de bicicletas partilhadas e levar uma Gira o dia inteiro por 2€. 

 

9. Corra ao longo do rio

a group of people standing in a parking lot
Para ossuper ativos e em forma, correr ao lado do rio Tejo é uma das maneiras mais agradáveis de fazer exercício físico na cidade (e de gastar todas aquelas calorias extra ganhas a saborear pastéis de nata e petiscos). Do Cais do Sodré a Belém – 7 km – encontra um passeio ribeirinho onde pode caminhar, correr ou pedalar até se cansar, sempre com o rio ao seu lado. Se o quiser fazer à hora dos portugueses, e observar o estilo de vida saudável dos residentes, vá após as 6 da tarde, nos dias de semana, ou ao fim de semana de manhã. 

 

10. Celebre a vida com uma ginjinha

a glass of liqueur

Ao final da tarde sinta-se agradecido por tudo aquilo que viveu ao longo do dia, por tudo oque aprendeu e celebre com uma ginjinha, uma das 10 bebidas típicas de Portugal. Localize um dos velhos bares na Baixa ou uma das tascas da Mouraria e Alfama onde se reúnem os Lisboetas destes bairros. Deixe que o licor forte e adocicado lhe aqueça as entranhas e, se assim o desejar, leve uma garrafa consigo para que, no regresso a casa, se lembre de nós quando sentir saudades.

Se a ginjinha for muito doce para si, peça uma cerveja. Mais do que a bebida, esta é a hora de relaxarmos a seguir ao trabalho com dois dedos de conversa com os amigos e vizinhos, antes de irmos jantar. 

 

Continue a alimentar a curiosidade sobre a cultura gastronómica portuguesa:

7 coisas fora do comum para ver, fazer e comer em Lisboa

5 razões para fugir dos lugares comuns e explorar Campo de Ourique quando estiver em Lisboa

10 queijos portugueses que tem de provar

10 maneiras de aproveitar Lisboa ao ar livre

 

Pessoas genuínas, comida autêntica. Venha connosco, onde os portugueses e lisboetas vão! 

Reserve o seu lugar na nossa próxima experiência gastronómica & cultural.

Siga-nos para mais em InstagramTwitter Youtube

 

Skip to toolbar