Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

Enchidos de Portugal

 

Portugal é um mundo de tradições e a matança do porco é uma delas. Neste verdadeiro ritual, noutros tempos muito importante para a economia das populações, tudo se aproveita. Até as entranhas e o sangue do animal para fazer os mais variados enchidos.

Chouriço, morcela, farinheira e alheira são alguns dos mais apreciados e fazem parte de pratos tradicionais como o cozido à portuguesa ou a famosa sopa da pedra. Após o ritual da matança do porco, enquanto os homens ficavam a desmanchar o animal, as mulheres preparavam a carne e os condimentos para manualmente prepararem os chouriços, morcelas e farinheiras, cujos segredos eram transmitidos às novas gerações.

 

Chouriço

Enchido preparado com carne e gordura de porco. Os temperos variam consoante a região, mas incluem normalmente a carne temperada durante 2 a 3 dias com alho e pimentão. É com este preparado que se enchem as tripas, que depois são atadas com intervalos de 30 a 40 cm, num formato circular. Normalmente ficam 8 dias no fumeiro até ficarem prontos.

 

Farinheira

Tal como a alheira é um enchido muito nacional, criado pelos judeus​ Portugueses para terem algo a pendurar nos seus fumeiros que simulasse o consumo de porco e ​ ​assim os ​salvasse ​da Inquisição. É feita com farinha, que lhe dá o nome, massa de pimentão, colorau, vinho e, actualmente, também com gordura de porco. Pode ser servida frita ou assada no forno e, além da presença em pratos principais, faz parte de entradas pelas quais nos babamos como ovos mexidos com farinheira.

 

Morcela

A morcela é um enchido sem carne, recheado com sangue e gordura de porco e farinha ou arroz. Os pedaços de entremeada são ligados com sangue de porco, o que lhe confere a consistência e coloração mais escura. Especiarias como o cravinho e os cominhos estão entre os segredos que lhe conferem um sabor intenso. Há a morcela de farinha (ligada com farinhas diversas)​, a morcela de arroz (com arroz cozido) e ​a morcela doce (temperada com pimentão)​. Pode ser servida assada, cozida ou fria. ​

 

Alheira

Mais uma invenção dos judeus portugueses para escaparem às perseguições da Inquisição no século XVI: substituíram a carne de porco ​por de ​galinha ou de outras aves, envolta por uma massa de pão​ de trigo​ que lhes conferia consistência e temperada com azeite, sal, alho, colorau doce ou picante. A receita​ ​popularizou-se entre os cristãos​ que lhe juntaram a quase omnipresente carne ou banha de porco.​ ​A de Mirandela, em Trás-os-Montes, é a mais famosa das alheiras e foi nomeada uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal em 2011. Geralmente são fritas em azeite e servidas com legumes cozidos​, grelos de preferência​.

 

Continue a alimentar a sua curiosidade pela cultura gastronómica portuguesa:

10 queijos portugueses que vai querer provar

Comidas que não sabia que eram portuguesas

Como identificar a autêntica tasca portuguesa

 

Pessoas genuínas, comida autêntica. Venha connosco onde os portugueses e lisboetas vão! 

Reserve o seu lugar na nossa próxima experiência gastronómica & cultural.

Siga-nos para mais em InstagramTwitter e Youtube

 

Skip to toolbar