Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

​Santo António ou São Vicente: quem é afinal o padroeiro de Lisboa?

Two Saints pictures collage

 

Pergunte a um lisboeta quem é o padroeiro da cidade. A resposta mais provável é que lhe diga que é “Santo António”. Sem dúvida que é ele o santo mais popular na nossa cidade. A sua popularidade ultrapassou largamente a do padroeiro oficial, São Vicente, de quem não temos razões felizes para festejar. Porque será?

 

São Vicente e a conquista de Lisboa

Ao olhar para o brasão e bandeira de Lisboa irá encontrar uma nau com dois corvos. A história por detrás dessa imagem refere-se a S. Vicente, um santo de origem aragonesa, que viveu exatamente do outro lado da Península Ibérica, no extremo oposto a Lisboa, entre os séculos III e IV. Foi martirizado até à morte por se negar a adorar deuses pagãos. Com a invasão muçulmana na Península Ibérica no século VIII, o corpo de São Vicente foi colocado num barco à deriva no mar, dando à costa no Promontório Sacro, Cabo de Sagres, que entretanto se passou a chamar-se Cabo de São Vicente.

Diz a lenda que D. Afonso Henriques, já no século XII, fez a promessa de que recuperaria as ossadas de mártir S. Vicente caso conquistasse Lisboa. Após o cerco ao castelo dos mouros que durou sessenta dias, a cidade foi conquistada em 1147. Sendo um homem de palavra, o Rei de Portugal ordenou que fossem encontradas as relíquias de S. Vicente, que na altura se encontravam no Algarve, território ocupado ainda por mouros. Não foi tarefa fácil pois não se sabia muito bem onde se encontravam. Foi preciso esperar por 1173 para que as relíquias fossem encontradas e transportadas de barco para Lisboa.

Diz-se que dois corvos protegeram a nau durante toda a viagem até a chegada a Lisboa. Nesse mesmo ano, S. Vicente tornou-se oficialmente o padroeiro de Lisboa. E a nau e os dois corvos tornaram-se símbolos da cidade, presente no seu brasão (e também em muitos dos bonitos candeeiros de rua e de fachada da iluminação pública da cidade).

O dia de São Vicente é a 22 de Janeiro mas o feriado de Lisboa é a 13 de Junho, o Dia de Santo António. Vamos já explicar-lhe porque adoramos este!

 

Santo António, o padroeiro eleito pelo povo

Sto. António nasceu em Lisboa, em 1195. Ainda em vida, tornou muito popular em Portugal e Itália, onde morreu em Pádua em 1232. Foi canonizado apenas um ano após a sua morte, algo verdadeiramente excepcional, ainda para os tempos atuais. Agora já sabe: Santo António de Lisboa e Santo António de Pádua são o mesmo homem!

Uma vez nascido em Lisboa, lisboeta para sempre! É que só podemos venerar este bom santo lisboeta: ele é adorado por ser casamenteiro para os que procuram a sua melhor metade, proteger os amputados, os animais, os idosos, os pobres, os oprimidos, as grávidas, os marinheiros e pescadores, os viajantes, as colheitas, e por também proteger contra os naufrágios e a fome.

Até ajuda a encontrar objetos perdidos, com o Responso de Santo António, uma oração feita para esse propósito! Afinal de contas, parece ser aquele para quem os fiéis se podem virar em alturas de necessidade e aflição e aquele que traz alegria e dá gosto celebrar.

Sendo um santo português, que protege quase tudo e todos, que ajuda a conseguir um bom casamento e cujo dia é celebrado quase no começo do verão é fácil perceber porque razão se tornou o santo preferido dos lisboetas e o padroeiro escolhido pelo povo.

O povo gosta tanto do seu Sto António que o celebra o mês inteiro, engalanando os bairros com belos e animados arraiais, onde todos os vizinhos se juntam a assar sardinhas ou em verdadeiras romarias à procura do maior arraial acontecem.

 

Continue a alimentar a curiosidade sobre a cultura gastronómica portuguesa:

7 coisas fora do comum para ver, fazer e comer em Lisboa

10 formas de viver como um lisboeta

Como descobrir Lisboa com crianças – E sobreviver para contar a história

O prato nacional de Portugal (não é bacalhau…)

 

Pessoas genuínas, comida autêntica. Venha connosco onde os portugueses e lisboetas vão! 

Reserve o seu lugar na nossa próxima experiência gastronómica & cultural.

Siga-nos para mais em InstagramTwitter e Youtube

 

 

Skip to toolbar