Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

Frio de Inverno? Cure-o com vinho quente! Onde beber em Lisboa

two glasses of mulled wine

É típico dos mercados europeus na época de Natal, e começamos a encontrá-lo também por cá! Saiba onde é possível saborear um bom copo de vinho quente em Lisboa!

Os enófilos lusitanos dirão que estamos a estragar o vinho e os mais puristas dirão que beber vinho quente só com temperaturas negativas. Gostamos e não lhes damos ouvido. Gostamos e ponto! Também tivemos uma pista de gelo na Praça do Comércio e contam-se pelos dedos de uma mão as vezes que nevou em Lisboa! Somos praticantes da comfort food, que aquece o corpo e a alma, e já agora das comfort drinks!

Mulled Wine, ou Glögg (Escandinávia), Grzaniec Galicyjski (Polónia) Glühwein (Alemanha), Vin Chaud (França) ou simplemente Vinho Quente em português, tem origem nas terras frias da Europa, a Norte, onde ao vinho é adicionado cravinho, pau de canela, laranja, limão e açúcar. Achamos a combinação deliciosa. Já perguntámos se a faziam para nós em vários bares e cafés, já nos torceram o nariz e já nos fizeram a vontade. Nestes 8 encontra-o já listado e pronto a servir:

Mercado da Praça da Figueira
Se tem a sorte de estar em Lisboa no último fim-de-semana de cada mês aproveite e vá experimentar petiscos e bebidas tradicionais no mercado dos produtores, em plena Praça da Figueira. Além das sandes de leitão ou de queijo da Serra da Estrela e enchidos assados, também há vinho quente.
Onde?
Praça da Figueira, último fim-de-semana de cada mês – Baixa

Bastardo
A vista sobre a praça do Rossio é apenas um das agradáveis surpresas ao visitar o Bastardo, o restaurante que ocupa o primeiro andar do International Design Hotel. O aristocrático menú de lanches é outro bom motivo para o visitar. O melhor mesmo? É o vinho quente na chaleira, perfeito para os dias de tremer o dente.
Onde?
Rua da Betesga, nº3 – Rossio

Quiosque do Refresco
O nome não apetece na estação mais fria do ano, mas num dos vários Quiosques do Refresco espalhados pela cidade vai encontrar vinho quente servidos em copos com mangas de cartão, para levar pelo caminho enquanto aquece as mãos. E como é díficl em no nosso país encontrar uma bebida quente servida para levar. Obrigada, Quiosque do Refresco! É feito com vinho português, claro está, e com as habituais especiarias.
Onde?
Praça Luís de Camões; Praça de São Paulo; Praça do Príncipe Real; Praça das Flores; Largo da Sé

Fábulas
Em pleno coração do Chiado, é daqueles locais que não damos nada por ele visto de fora, mas que temos de engolir o desdém mal entramos. Com um ambiente acolhedor, tem várias salas e mesas com pormenores deliciosos, como as bases de máquinas de costura. E vinho quente!
Onde?
Calçada Nova de São Francisco, 14 – Chiado

Trobadores
Entrar neste bar é como embarcar numa viagem à Idade Medieval! Além das sonoridades celtas e do hidromel, também pode saborear vinho quente, que é servido num jarro de barro com cravinho, erva-doce, açúcar mascavado e mel.
Onde?
Rua de S. Julião, 27 – Baixa

Le Chat
Para aqueles dias que apetece apanhar ar, a esplanada do Le Chat é uma das nossas opções favoritas. Com vista para o Rio Tejo, criou uma receita de vinho quente própria, com vinho tinto, pera rocha, frutos secos, canela, estrela de anis, brandy e açúcar de baunilha.
Onde?
Museu de Arte Antiga, Jardim 9 de Abril – Santos

Dona Tília
A decoração vintage é uma das apostas desta casa de chá localizada num local nada turístico. Por isso mesmo merece a visita, quer pelas refeições leves, quer pelo vinho quente, quer por horário alargado à noite. Uma dica: peça o vinho quente com açúcar. Se não estiver em dieta!
Onde?
Rua Professor Lima Basto, 105 A – Praça de Espanha / Sete Rios

Noobai Café
À direita do miradouro do Adamastor vai encontrar este cantinho onde pode apreciar a magnífica vista sobre o rio Tejo enquanto saboreia um copo de vinho quente para se aquecer. É que a esplanada convida a sentar e a apreciar a vista, a tirar umas quantas selfies, mesmo com os fins de tarde já frios. Nada que um copo de vinho quente não resolva.
Onde?
Miradouro do Adamastor – Santa Catarina

Está frio e não quer sair da Casa? Mas já bebia um vinho quente! Experimente a nossa receita:
6 dl de vinho tinto
1 laranja
4 paus de canela
3 cravinhos
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
1,5 de conhaque ou aguardente velha

Numa panela grande misture o cravinho, conhaque, sumo da laranja e o açúcar no vinho tinto e aqueça em lume branco. Deixe ficar assim quase até ferver.
Coloque os paus de canela, um em cada uma das canecas, e deite o vinho quente.
Aqueça-se e desfrute!

Skip to toolbar