Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a Blog

Os melhores restaurantes abertos até tarde em Lisboa

a kitchen with a table in a restaurant

 

Quando o sol se põe sobre as sete colinas de Lisboa, a cidade não adormece: ela transforma-se.

Imagine este cenário: já é bem tarde em Lisboa. Passou o dia a passear pelas pitorescas ruas de calçada portuguesa, talvez até já tenha saboreado um delicioso jantar há algumas horas. Ou quem sabe se deixou levar pela animação de uma festa local, ou ficou tão encantado com a beleza da cidade que até se esqueceu de comer. Seja qual for a sua história, agora sente o estômago a dar horas, com fortes desejos de uma aventura culinária noturna.

Imagem de capa cortesia de A Mensagem

 

a person standing in front of a refrigerator

Imagem cortesia de Time Out Lisboa

 

Embora a oferta gastronómica noturna de Lisboa abarque um leque variado de sabores internacionais – desde as omnipresentes pizzas e hambúrgueres até aos populares snack-bares de doner kebabs – neste guia optamos por uma abordagem mais profunda, concentrando-nos exclusivamente na gastronomia portuguesa. Para nós, o ato de comer transcende a mera satisfação do apetite, é uma forma de experienciar o rico património culinário de Lisboa que se revela até nas altas horas da madrugada.

Na capital portuguesa, os desejos por uma refeição tardia encontram resposta de diversas formas. Pode por exemplo deparar-se com uma roulote, isto é, um food truck de comida rápida  estacionado estrategicamente numa área movimentada da cidade, oferecendo opções apetitosas e baratas. Estas roulotes são conhecidas pelos snacks um tanto gordurosos, mas irresistíveis após uma noite de festa – falamos de hambúrgueres, cachorros-quentes e também outras opções tipicamente portuguesas como as bifanas e pregos, as sandes de carne mais apreciadas em Portugal. Estas roulotes estão geralmente localizadas em pontos de interseção entre grandes avenidas, frequentemente mais afastadas do centro da cidade. No entanto, em pleno coração de Lisboa, a sua melhor chance de encontrar uma roulote autêntica será perto da estação de comboios de Santa Apolónia. A presença da Barriga a Dar Horas é emblemática, e a sua popularidade nada tem a ver com os transportes públicos na zona. Conhecida também como a roulote do Lux, esta paragem é um ponto de encontro para os que saem da discoteca LuxFrágil (Av. Infante D. Henrique a Sta Apolónia Cais da Pedra, Armazém A), um dos espaços noturnos mais emblemáticos de Lisboa, situado do outro lado da rua, mesmo em frente ao rio.

Se prefere uma refeição mais tranquila, num espaço fechado, pode optar por um dos muitos restaurantes que só começam a animar-se a esta hora. E não nos podemos esquecer das padarias e pastelarias, sendo que algumas funcionam durante toda a noite, vendendo pão quente e bolos frescos através de pequenas janelas que dão diretamente para as suas atarefadas cozinhas, proporcionando um doce conforto no meio da noite.

a man cooking in a kitchen preparing food

Imagem cortesia de Fábrica dos Bolos do Chile

 

Preparemo-nos para explorar a essência da gastronomia local, descobrindo lugares onde a cozinha típica portuguesa ganha uma nova vida já de madrugada. Estes são os melhores lugares para uma refeição tardia em Lisboa:

Galeto

a group of people sitting at a table in a restaurantO Galeto é um marco incontornável da cena culinária noturna de Lisboa. Este emblemático restaurante, que abriu as suas portas pela primeira vez em 1966, resistiu ao teste do tempo, evoluindo para um lugar estimado tanto pelos locais como, mais recentemente, pelos viajantes.

Situado na Avenida da República, uma das principais artérias da cidade, o Galeto foi concebido numa época em que Lisboa abraçava, de alguma forma, a modernidade. O design do restaurante é um tributo aos anos 60, com as suas linhas elegantes e futuristas e um ambiente vibrante, refletindo o otimismo da época. O interior, com balcões curvos e uma forma alongada única, cria uma atmosfera íntima e, ao mesmo tempo, aberta, convidando os clientes a fazerem parte da sua história.

O menu do Galeto combina tradições culinárias portuguesas com um toque de influência internacional. Curiosidade: o Galeto tem o maior menu de comida de Lisboa, com cerca de 170 opções, desde sanduíches até churrascos, pratos de peixe mergulhados em manteiga com clara influência francesa e sobremesas com nomes que muitos de nós nunca ouvimos sequer falar. Conhecido pela sua Francesinha, uma especialidade do Porto que o Galeto aperfeiçoou ao longo dos anos, o restaurante oferece uma vasta gama de escolhas. Desde as suculentas bifanas até às ricas açordas de marisco, cada prato é preparado com cuidado, usando receitas que foram refinadas ao longo de décadas. Se lhe apetecer um prato de bacalhau às 2 da manhã, pode desfrutá-lo livremente no Galeto. As sobremesas são também perfeitas para quem procura um final de noite doce.

Uma das características que fazem o Galeto sobressair é a sua capacidade de reunir um público diversificado. Numa dada noite, encontrará por aqui uma mistura de festeiros noturnos, frequentadores de teatro, artistas locais e até chefs fora de serviço, todos à procura do conforto proporcionado por este restaurante. O ambiente está sempre cheio de vida, com conversas animadas e o tilintar de copos, enquanto clientes de todo tipo comem e bebem sob o mesmo teto. Se não vier aqui para satisfazer a fome, pode ser uma boa ideia visitar pelo simples prazer de observar as pessoas. Como este lugar se situa numa zona de Lisboa mais orientada para os negócios, o ambiente é bem diferente do que seria se o restaurante estivesse perto de locais de vida noturna, como alguns dos estabelecimentos que exploramos mais adiante.

O compromisso do Galeto em preservar a sua estética original, desde o mobiliário até à decoração, oferece uma viagem nostálgica a uma era passada, tornando cada visita uma viagem pela memória. A importância do Galeto na paisagem culinária de Lisboa não pode ser subestimada. É um daqueles raros lugares que os locais prezam, como evidenciado num dos nossos anteriores artigos, focado em comidas e locais icónicos que os lisboetas adoram.

🕒Segunda-feira a sábado, 7h30–3h30 . Domingo, 7h30 –3 h.

📍Av. da República 14, 1050-191 Lisboa

https://lojascomhistoria.pt/shops/galeto

Imagem cortesia de A Mensagem

 

Café do Paço

a plate of food on a tableNo coração de Lisboa, o Café do Paço é um tesouro que ganha vida quando o sol se põe. Este pitoresco café é um local onde a tradição se encontra com o contemporâneo, transpirando charme por todos os cantos.

A fachada discreta do café esconde um mundo onde o tempo parece abrandar. Ao entrar, é recebido por um ambiente quente e acolhedor, um espaço que se assemelha a um segredo bem guardado entre os noctívagos de Lisboa. As paredes, decoradas com relíquias do passado, contam histórias da nossa cidade, enquanto a iluminação suave cria um ambiente íntimo e convidativo.

O menu do Café do Paço é relativamente modesto a nível de escolha, mas é cuidadosamente executado e apresenta o melhor da cozinha tradicional portuguesa. Os petiscos, pequenos e saborosos pratos ideais para partilhar, são um dos destaques da casa. Entre estes aperitivos, os croquetes de carne ganharam uma reputação particular, sendo quase obrigatórios como entrada para muitos que visitam o Café do Paço, independentemente do que escolham como prato principal. Cada prato, desde a carne de porco à alentejana com amêijoas, ao clássico bacalhau, ou o suculento bife que alguns lisboetas dizem ser o melhor da cidade, é preparado com dedicação à autenticidade e ao sabor. O café também é conhecido pela sua seleção de vinhos, oferecendo o acompanhamento perfeito para realçar a experiência gastronómica.

Para além de ser um bom lugar para ir comer fora, o Café do Paço oferece também uma experiência cultural. Frequentemente, tem espetáculos com música ao vivo, juntando mais uma camada à sua já rica atmosfera. Este é o local ideal para quem procura relaxar após um dia a explorar a cidade ou para quem está interessado numa experiência mais autêntica e certamente menos turística do que noutros restaurantes.

🕒Segunda-feira a sábado, 19h–1h.

📍Paço da Rainha 62, 1150-000 Lisboa

www.facebook.com/cafedopaco

Imagem cortesia de The Fork

 

Café de São Bento

a plate of food on a tableO Café de São Bento, situado no coração histórico de Lisboa, é um lugar de referência no panorama culinário de Lisboa, apreciado há décadas tanto por locais como por visitantes.

Este estabelecimento é famoso pela sua interpretação excecional do clássico bife à marrare lisboeta. Houve uma época em que o bife à marrare era um elemento essencial do panorama gastronómico de Lisboa, mas a sua presença nos menus locais diminuiu ao longo dos anos. Originalmente, era um bife cozinhado numa frigideira de ferro fundido, temperado com alho, folha de louro e um toque de vinho branco ou vinagre, criando um molho rico e saboroso. Com o tempo, esta receita tornou-se um símbolo da identidade culinária de Lisboa, representando a simplicidade e riqueza dos sabores portugueses, mas paradoxalmente, é hoje difícil encontrar um bife à marrare nos menus locais. Felizmente, no Café de São Bento, foram buscar este prato tradicional. A sua versão do bife à marrare, muitas vezes aclamado como o melhor bife de Lisboa e no Café de São Bento chamado bife à São Bento (mas é essencialmente a mesma receita), é um testemunho do compromisso deste estabelecimento com a tradição e, como não podia deixar de ser, a qualidade. O bife, tenro e cozinhado na perfeição, é servido com um molho secreto, uma receita zelosamente guardada ao longo dos anos. Este prato, acompanhado de batatas fritas caseiras e uma seleção de bons vinhos, oferece uma experiência gastronómica sem igual, mesmo já pela noite adentro, quando apetece aconchegar o estômago com algo substancial antes de uma boa noite de sono.

O ambiente do Café de São Bento contribui para o seu encanto. Com o seu painel de madeira clássico e decoração elegante, o café exala um ar de charme do velho mundo. É um lugar que nos transporta no tempo, para uma era em que ir jantar fora era uma arte e cada refeição uma celebração. O serviço é impecável, com uma equipa não só conhecedora do menu, mas também, quando o tempo permite, apaixonada por partilhar histórias locais de Lisboa com aqueles que não se inibem de fazer conversa.

A reputação do Café de São Bento estende-se para além das suas ofertas culinárias. O café tem sido um ponto de encontro para a elite política e cultural de Lisboa, um testemunho do seu estatuto na nossa sociedade.

🕒Segunda a sexta-feira, 12h–15h, 19h–1h. Sábado e domingo, 19h-1h.

📍Rua de São Bento 212, 1200-821 Lisboa

https://cafesaobento.com

Imagem cortesia de Café de São Bento

 

Cacau da Ribeira

a group of people walking in front of a storeO Cacau da Ribeira, situado no Mercado da Ribeira, mais conhecido por muitos viajantes como Time Out Market Lisboa, é um estabelecimento bem conhecido entre os amantes da vida noturna de Lisboa.

Aberto desde as primeiras horas da manhã até ao meio da tarde, oferece um pouco de tudo, desde sanduíches e petiscos até refeições completas reconfortantes, sem esquecer o mundo dos bolos e sobremesas portuguesas.

Embora não seja tão refinado como as opções que exploramos acima, o Cacau da Ribeira é frequentado por festeiros e, muitas vezes, por pessoas mais ou menos embriagadas que acabaram de sair dos bares da Rua Cor-de-Rosa (Rua Nova do Carvalho) e do Cais do Sodré. Mas se estiver a descontrair após uma noite na área e quiser sentar-se para desfrutar de qualquer coisa para comer ou relaxar com os amigos, muitas vezes, por exemplo, enquanto espera que os transportes públicos retomem as operações cedo pela manhã, este é um bom lugar.

Fazendo jus ao seu nome, o Cacau da Ribeira serve chocolate quente. Sendo uma pastelaria, também oferece uma gama decente de bolos portugueses, desde bolas de Berlim a pastéis de nata, e muito mais. Se prefere salgados em vez de doces, também pode provar o pão com chouriço, a merenda mista, e uma variedade de sanduíches, incluindo clássicos portugueses como a sandes de panado e as bifanas, muitas vezes acompanhadas por um prato de sopa, uma combinação popular no nosso país, independentemente da hora do dia ou da noite.

Sem dúvida, esta é uma das pastelarias mais peculiares de Lisboa, nem que seja pelas suas horas de funcionamento altamente invulgares. Aqui nunca é cedo demais para tomar um bom pequeno-almoço à portuguesa, ou simplesmente para ganhar energia com um bom café e um petisco rápido enquanto sai dos bares desta área ribeirinha de Lisboa e segue para dançar pela noite dentro nas discotecas da cidade.

🕒Terça-feira a domingo, ​​12h–16h.

📍Av. 24 de Julho 126, 1200-148 Lisboa

www.facebook.com/profile.php?id=100041754194778

Imagem cortesia de Gastroranking

Casa da Índia

a group of people sitting at a table in a restaurantA Casa da Índia, apesar do seu nome, é um lugar famoso pelo seu menu tradicional português. O nome é uma homenagem ao passado marítimo de Portugal, particularmente nos séculos XV e XVI, quando o país era um importante interveniente no comércio ultramarino, incluindo especiarias do subcontinente. Contudo, o menu deste restaurante centra-se nos clássicos da cozinha portuguesa, tão apreciados há gerações – portanto, não espere encontrar aqui um caril da meia-noite!

Localizada numa zona movimentada da cidade, muito perto do Bairro Alto, a comida da Casa da Índia tem tudo a ver com a simplicidade e riqueza da cozinha portuguesa. O restaurante é particularmente famoso pelos seus pratos do dia que vão variando e, ao contrário da maioria dos locais na cidade que só oferecem este tipo de opção ao almoço, aqui também os pode saborear ao jantar ou mesmo de noite, já tarde. Isto explica o grande número de pessoas que aqui vêm em horários “menos oficiais”, para desfrutar de uma boa refeição quente. É um estabelecimento da classe trabalhadora, como frequentemente se nota pelos diferentes tipos de uniformes usados por pessoas que muitas vezes se sentam ao balcão para comer.

Se os pratos do dia não lhe agradarem, ao entrar na Casa da Índia, terá certamente notado que eles também fazem grelhados, pois a sua churrasqueira está mesmo ao pé da montra. Grelham diferentes tipos de peixe e carne no carvão, incluindo frango de churrasco, que pode ser tão revigorante com um generoso acompanhamento de batatas fritas caseiras depois de uma noite pelos bares do Bairro Alto ou da Bica, mesmo ali ao virar da esquina.

Devido à sua localização central, este é um local muito popular tanto para locais como para turistas. Focado em cozinha autêntica, permite-lhe experienciar um encanto semelhante ao que encontraria numa típica tasca portuguesa durante o dia, e os seus preços são bastante justos para o que servem.

🕒Segunda-feira a sábado, 12h–1 h.

📍Rua do Loreto 49 51, 1200-471 Lisboa

www.instagram.com/casadaindiarestaurante

Imagem cortesia de Time Out Lisboa

A Merendeira

a plate of food on a tableA Merendeira é, sem dúvida, um dos locais mais conhecidos para comer de madrugada em Lisboa.

O item mais famoso d’A Merendeira é o seu conhecido pão com chouriço, um snack salgado muito apreciado em Portugal. Este petisco simples, mas delicioso, consiste em pão fresco e quente recheado com saboroso chouriço antes de ir ao forno. É um exemplo perfeito da comida de conforto portuguesa, capturando a essência dos sabores tradicionais do país. Em Portugal, é comum desfrutar de uma tigela de sopa como forma de prevenir a ressaca depois de uma noite de festa. Esta prática está profundamente enraizada nos hábitos alimentares portugueses, onde a sopa não é apenas vista como um alimento reconfortante, mas também como remédio para os efeitos de uma noite de celebração. A Merendeira responde a esta tradição, servindo tigelas de caldo verde caseiro, uma sopa com base de batata e cebola, misturada com couve galega ripada e uma rodela de chouriço colocada em cima na hora de servir.

Este é um destino procurado por quem deseja uma refeição tardia que seja ao mesmo tempo satisfatória e restauradora. A comida d’A Merendeira não só é saborosa e caseira, preparada mesmo à sua frente, como também é incrivelmente acessível. Por pouco mais de 5 euros, pode desfrutar de um pão com chouriço acabado de fazer (ou optar por outros sabores também disponíveis, mas certamente menos populares, como bacalhau, ou fiambre e queijo), uma tigela de sopa, uma bebida à escolha, uma pequena dose de arroz doce e um café para terminar a refeição como é habitual aqui em Portugal.

O tipo de comida e os preços acessíveis fazem d’A Merendeira um local muito democrático, certamente despretensioso, mas que, no entanto, tem um ambiente vibrante, capturando muito bem o espírito animado da cena noturna de Lisboa. Venha aqui para comer bem, rodeado por pessoas de todas as esferas da vida.

🕒Todos os dias, 11 h–7 h.

📍Av. 24 de Julho 54, 1200-657 Lisboa

https://amerendeira.com

Imagem cortesia de Uber Eats

Fábrica dos Bolos do Chile

two oranges and a bananaA Fábrica dos Bolos do Chile, fundada em 1978, é uma pastelaria única em Lisboa, conhecida pela sua atividade que se estende pela noite dentro. Diferente de uma pastelaria típica, o auge das operações da Fábrica dos Bolos do Chile ocorre durante a noite, alinhando-se com a sua principal função de produzir pão e bolos para outros cafés e pastelarias pela cidade. Este horário único garante que os bolos estejam no pico da frescura, acabados de sair do forno, nestas horas tardias.

A operação da pastelaria é impulsionada pela dedicação da sua equipa de longa data, como o pasteleiro Paulo Silva, que trabalha na fábrica há cerca de 40 anos. Ele chega todos os dias às 18h e lidera a produção noturna, juntamente com uma pequena equipa.

Curiosamente, quando os clientes visitam a Fábrica dos Bolos do Chile no meio da noite, não entram num espaço típico de uma pastelaria. Em vez disso, são recebidos por uma pequena janela com uma grade, através da qual podem fazer o seu pedido. Esta janela serve como uma ligação direta entre a produção noturna da pastelaria e os clientes que procuram os bolos mais frescos nas primeiras horas da manhã.

A gama de bolos disponíveis na Fábrica dos Bolos do Chile é extensa, incluindo tanto favoritos portugueses tradicionais (com destaque particular para as muito apreciadas bolas de Berlim) como criações inovadoras (tais como croissants com recheios variados, como nutella ou sabor Kinder Bueno) que agradam aos gostos mais modernos.

A pastelaria tornou-se um destino popular para quem procura desfrutar de pastelaria fresca e de alta qualidade, especialmente após uma noite a sair por Lisboa. Este é um ótimo lugar para ir buscar alguns bolos acabados de fazer, para ir comendo pelo caminho ou fazer um pequeno-almoço em casa, antes de finalmente ir para a cama.

🕒Todos os dias, 20:30–6h

📍Av. Alm. Reis 149A Cave, 1150-016, Lisboa

https://fabricadosbolosdochile.pt

Imagem cortesia de Fábrica dos Bolos do Chile

 

Se embarcar numa aventura gastronómica em Lisboa pela noite adentro, gostaríamos muito de saber como correu. Conte-nos tudo sobre a sua experiência no Instagram e identifique as suas melhores fotos de comida portuguesa com a hashtag #tasteoflisboa

 

Continue a alimentar a sua curiosidade pela cultura gastronómica portuguesa:

__

__

__

 

Pessoas genuínas, comida autêntica. Venha connosco onde os portugueses e lisboetas vão:

Reserve o seu lugar na nossa próxima experiência gastronómica & cultural.

Siga-nos para mais em InstagramTwitter e Youtube