Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

O antigo no meio do novo

Levanta-se todos os dias às 6h30 para ir buscar a fruta que vende no Mercado de Campo de Ourique, perto da sua casa de infância e onde trabalha há 63 anos. Começou por vender bananas mas hoje tem uma montra variada mas pouco preenchida. Afinal, “o negócio vai fraquinho”.

O senhor João Fernandes Dantas, nome que pronuncia com brio, nasceu em 1920 (“faça as contas”, como ele nos disse) e assistiu a todas as mudanças que o considerado melhor bairro de Lisboa teve desde a primeira metade do século XX. Quando fala deste bairro um sorriso rasgado ocupa-lhe a cara e diz que “gosta de tudo”.

Quem vai hoje ao Mercado de Campo de Ourique espera encontrar modernidade, comida avant-gard e cheia de estilo. Além de tudo isto, descobrimos ainda a tradição de quem conhece o bairro como ninguém e se sente feliz com toda esta mudança. É com orgulho que diz que é o mais velho do Mercado e que gosta de estar rodeado de gente jovem. Esta nova vitalidade do seu local de trabalho parece ter-se reflectido no simpático senhor que os moradores de Campo de Ourique conhecem tão bem e que nos lembra o papel que os mercado tradicionais têm na alimentação, cultura e vida social de Lisboa.

Skip to toolbar