Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

A Páscoa em Portugal

Portuguese easter cake close up

Se são cada vez menos as pessoas que ainda seguem à risca o jejum imposto no período da Quaresma (não comer carne na Sexta Feira Santa), o mesmo não se pode dizer das tradições gastronómicas associadas à Páscoa, a festa mais importante do mundo cristão.

Com origem no hebraico Peseach, a Páscoa começou por ser uma festa judia e significa passagem ou transição. A Páscoa cristã é uma adaptação das celebrações judaicas, em que se celebra a libertação do povo Judeu e a passagem para a Terra Prometida com a travessia do Mar Vermelho, liderada por Moisés.

Para os primeiros cristãos, a data celebrava a ressurreição de Jesus Cristo e a semana anterior à Páscoa é considerada a Semana Santa, que tem início no Domingo de Ramos, que marca a entrada de Jesus em Jerusalém.

Em Portugal, a festa comemorativa da morte e Ressurreição de Jesus Cristo está associada a vários costumes que ainda se mantêm e que incluem comer cabrito assado no forno e como sobremesas as amêndoas, os ovos de chocolate e o folar.

 

Cabrito, cordeiro ou borrego?

Na Páscoa, a tradição manda comer cordeiro assado no forno. Este costume pode variar consoante a região do país, mas afinal é cabrito, cordeiro ou borrego? Vamos por partes: cabrito é a cria da cabra e do bode, o cordeiro (até 7 meses) é a cria da ovelha e do carneiro e o borrego é um cordeiro entre 7 e 15 meses. A carne de cordeiro é mais clara e macia que o cabrito, que tem um sabor mais suave. Já o borrego é uma das carnes mais apreciadas em Portugal, especialmente no interior do país. O cordeiro simboliza Cristo, filho e cordeiro de Deus, sacrificado em prol do rebanho (humanidade).

Roasted lamb

 

Folar, o rei da Páscoa

Este bolo de massa seca condimentado com canela e erva-doce representa na prática um ritual de dádiva, solidariedade e convívio muito enraizado na cultura portuguesa. Faz parte da tradição oferecer uma prenda aos afilhados e os padrinhos e madrinhas têm por hábito oferecer um folar, amêndoas ou dinheiro. Normalmente o folar é decorado com ovos cozidos inteiros no topo e simboliza a vida e a fertilidade.

 

Easter-cake from Portugal

 

Amêndoas de Páscoa

Manda a tradição que os padrinhos ofereçam aos afilhados amêndoas, um dos símbolos da festa pascal. Por sua vez, os afilhados devem oferecer uma espiga aos padrinhos no Domingo de Ramos. Em vez de dar ou receber o folar, também se diz dar ou receber amêndoas.

 

Easter almonds in Lisbon

Onde comprar amêndoas:

Além dos ovos da Páscoa, outra das tradições passa por oferecer amêndoas e na Loja Manuel Tavares, mesmo ao lado da Confeitaria Nacional, na Praça da Figueira, encontra amêndoas de todas as cores e sabores. Fundada em 1860, esta loja preserva todo o seu charme e tem um atendimento personalizado e pode escolher doces, em particular as amêndoas, avulso.

 

Vamos adorar ver as fotografias, impressões, sugestões, manifestação de desejos das suas experiências gastroculturais em Lisboa e em Portugal. Partilhe connosco no  FacebookInstagram ou Twitter. Por favor tague-nos: @tasteoflisboa  #tasteoflisboa.

 

Continue a alimentar a sua curiosidade pela cultura gastronómica portuguesa:

Receitas de Páscoa tradicionais de Portugal

Easter in Portugal: our hosts’ favorite typical foods

Volta a Portugal em 18 comidas (sem sair de Lisboa)

 

Pessoas genuínas, comida autêntica. Venha connosco onde os portugueses e lisboetas vão! 

Reserve o seu lugar na nossa próxima experiência gastronómica & cultural.

Siga-nos para mais em InstagramTwitter e Youtube

 

Skip to toolbar