Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

Castanhas em Lisboa: Quentes e boas!

Depois de um Outubro invulgarmente quente, eis que Novembro trouxe o frio característico do Outono e com ele o cheiro a castanhas assadas. As ruas da baixa lisboeta já estão invadidas por carrinhos de assadores de castanhas que libertam um fumo branco que se confunde com nevoeiro e que envolve a cidade numa atmosfera misteriosa.

Se nunca provou castanhas assadas está na altura de pedir meia dúzia (para começar) e saborear aquele que chegou a ser o alimento principal das populações rurais, antes da chegada do milho e da batata à Europa. O castanheiro era mesmo chamado árvore pão, uma vez que o seu fruto era transformado em farinha, que depois era usado para produzir pão.

Versatilidade é a palavra do meio para a castanha, que pode ser assada, cozida, crua ou mesmo transformada em puré para fazer doces. Por ser rica em fibra, basta uma pequena porção para dar sensação de saciedade de forma rápida. Pode ser acompanhada por um cálice de ginja. As castanhas são servidas em cones de papel (chegou a ser papel de jornal) e é um óptimo truque para aquecer as mãos nos dias mais frios!

Skip to toolbar