Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

Está em Lisboa a 18 de abril? Parabéns: é o melhor dia para desvendar segredos históricos

Roman Galleries of Rua da Prata in Lisbon

Lisboa tem tanto para oferecer que pode ser difícil saber por onde começar. O que visitar? Quais os monumentos obrigatórios? O que não posso perder?
Encontrar a resposta a estas perguntas torna-se mais fácil a 18 de Abril, o Dia Internacional de Monumentos e Sítios, que é o mesmo que dizer que museus e monumentos abrem as portas com visitas guiadas, workshops e conferências.
Lisboa tem uma série de iniciativas a não perder. Tome nota:

Galerias Romanas da Rua da Prata
Esta é uma experiência obrigatória, inesquecível e muito provavelmente irrepetível: as galerias romanas abrem uma vez por ano (por norma estão submersas) e o momento é tão aguardado que as filas de espera costumam ser looooongas. Mas quatro horas de espera são compensadas com uma visita às famosas galerias romanas nas quais assenta a baixa de Lisboa. Uma oportunidade única para conhecer uma zona da cidade que poucos tiveram oportunidade de visitar.

Onde comer: Caneca de Prata (Rua da Prata, 163) – Casa de salgados, sandes e petiscos com quase 40 anos de existência. A sandes de leitão é uma das especialidades da casa.

Adro da Capela de Nossa Senhora da Saúde, Martim Moniz
Uma oportunidade para conhecer episódios da era pré-histórica de Lisboa, com testemunhos registados pela arqueologia e que fornecem informação sobre uma outra Lisboa que existiu 5000 anos antes da nossa era.

Onde comer: Praça do Martim Moniz – A praça tem uma série de quiosques com ofertas gastronómicas para todos os gostos. Destaque para o quiosque Moules & Gin, onde pode provar deliciosos mexilhões acompanhados por um copo de vinho ou gin.
Chapel of Our Lady of Health, Martim Moniz

Castelo de São Jorge
Eis um dos destinos mais procurados pelos turistas. Visitar o Castelo de S. Jorge no dia 18 de abril vai permitir assistir a uma prova de Torneio de Tiro com Arco Histórico, num ambiente que recria as condições de treino dos arqueiros da Idade Média.

Onde comer: Chapitô à Mesa – A dois minutos do Castelo de S. Jorge, oferece uma das melhores vistas da cidade de Lisboa aliada a uma gastronomia requintada.
St. George’s Castle in Lisbon

Igreja de S. Cristóvão
Oportunidade de conhecer uma das igrejas mais antigas de Lisboa, com um património único, e uma das poucas que resistiu ao terramoto de 1755.

Onde comer: Leopold – Num dia de descobertas histórias, aqui está uma descoberta gastronómica num dos bairros mais antigos de Lisboa. O chef Tiago Feio faz magia num pequeno restaurante onde não existe fogão e toda a comida é confecionada a vácuo. O resultado? Uma experiência inesquecível.
Church of St. Christopher in Lisbon

Casa Museu Fernando Pessoa
Visita guiada à casa onde viveu nos últimos 15 anos da sua vida um dos maiores génios da literatura portuguesa: Fernando Pessoa. Dividida em três pisos, a casa está dividida em várias áreas e até é possível visitar o quarto do escritor, que conserva algum do mobiliário original, como a cama ou a famosa máquina de escrever.

Onde comer: Flagrante delitro – Cafetaria mesmo ao lado da Casa Fernando Pessoa onde pode provar pratos portugueses como pataniscas de bacalhau com arroz malandrinho de feijão e tomate.
Casa Fernando Pessoa Museum

Skip to toolbar