Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a BLOG

Queijos: quanto mais mal cheirosos… melhor!

Cheese and bread on a platter

Esqueça os queijos tipo Emmental, Gruyère, Brie ou mesmo Roquefort. Em Portugal, os queijos obrigatórios são… os que cheirarem pior! Se no início o odor pode ser um forte dissuasor, o toque apimentado faz esquecer tudo. Não acredita? Passe pela tasca Zé dos Cornos, na Mouraria, peça para provar o queijo de Castelo Branco, com um toque apimentado e travo forte. Já que está aqui aproveite para saborear o Alpedrinha, já que este é um dos poucos locais em Lisboa onde pode encontrar este queijo do Fundão.

Se há algo que não pode faltar numa típica mesa portuguesa é um bom queijo. Cortado em finas fatias, funciona como uma excelente entrada, além de ser muito apreciado com uma boa marmelada como sobremesa. Mas sempre com pão. É que já dizia o ditado: comer sem pão, comer de lambão!

Cabra Transmontano (leite cru de cabra) – Aroma forte com um ligeiro travo picante

Azeitão (leite cru de ovelha) – Ligeiramente picante, misto de acidificado e salgado.

Castelo Branco (leite de ovelha) – Pasta de textura fechada, aroma e sabor acentuados, podendo o sabor ser ligeiramente picante

Serpa (Leite de ovelha) – Aroma intenso e sabor picante

Nisa (Leite cru de ovelha) – Aroma pronunciado e paladar ligeiramente acidulado

Terrincho (Leite de ovelha) – Sabor suave, limpo e muito característico

Serra da Estrela (leite de ovelha) – Exala aroma intenso e o sabor forte, ligeiramente acidulado

Emanuele Siracusa cheese

Skip to toolbar