TASTE OF LISBOA
real people, real food
voltar

BLOG

Bacalhau à Brás - A receita original de Lisboa

Bacalhau. Quando alguém diz bacalhau aqui em Portugal, estamos-nos a referir ao bacalhau seco e salgado, que para nós é o habitual. O caso do amor português com o bacalhau seco e salgado é forte há mais de 500 anos.

As águas portuguesas são abundantes em peixes, mas o bacalhau não é uma das espécies existentes. Então, como é que o peixe mais representativo da cozinha portuguesa nem é daqui? Tudo começou com as explorações marítimas portuguesas, no século XV. Portugal tem a tradição de conservar peixe, secando-o e salgando-o. Há mais de 2000 anos, Portugal era o principal fornecedor de peixe curado para o Império Romano, que naquela época se estendia por praticamente toda a Europa atual.

Viajando de navio por mares antes nunca navegados, os portugueses encontraram este peixe apetecível do outro lado do Atlântico, na Terra Nova. Começámos nessa altura a pescar e a curar bacalhau para ter comida para a viagem de volta a casa. Desenvolvemos tanto gosto que, hoje em dia, continuamos a importar bacalhau, agora principalmente da Noruega e da Islândia. Portugal é um país pequeno, mas somos um dos principais consumidores de bacalhau em todo o mundo.



Durante a nossa última sessão Taste of Lisboa at Home, nossa anfitriã Ana, acompanhada pela sua mãe Antónia, mostrou-nos como preparar o prato de bacalhau mais icónico de Lisboa: Bacalhau à Brás. Este prato nasceu no bairro boémio do Bairro Alto e é uma daqueles comidas que consta da lista de desejos de muitos viajantes que vêm nos visitar.

Se não pode viajar para Lisboa agora, desafiamo-lo a fazer este prato em casa! Prometemos uma receita fácil de cozinhar e os resultados finais certamente valerão a pena!



Ingredientes para 4 porções:

4 batatas
2 lombos de bacalhau previamente demolhados
6 ovos
4 dentes de alho
1 folha de louro
Óleo para fritar batatas
Azeite para refogar
Um ramo de salsa fresca
Azeitonas pretas para decorar



Passos de preparação:

Descasque as batatas e corte-as em palitos muito finos, para obter batatas palha. Mergulhe-os em água por cerca de meia hora, para remover o excesso de goma. Feito isso, retire-as da água, seque-as com uma toalha de cozinha limpa e frite-as em óleo previamente aquecido.

Entreanto, retire a pele e as espinhas do bacalhau e desfie-o com as mãos. Verá que o lombo se desfaz em lascas com muita facilidade.

Numa frigideira refogue a cebola cortada e o alho picado em azeite. Não se esqueça de adicionar a folha de louro para dar aquele toque sublime de magia portuguesa. Quando a cebola e o alho começarem a ficarem amolecidos, adicione o bacalhau desfiado e tape a frigideira. Mantenha em fogo lento por alguns minutos, até o bacalhau ficar branco.

A suas batatas de palha já devem estar prontas. Retire a folha de louro da mistura de cebola e adicione as batatas. Verta os ovos batidos também e mexa-os suavemente, permitindo que eles envolvam todos os ingredientes. O seu objetivo é obter um prato aveludado, não deixe os ovos cozinharem e secarem demasiado.

Por fim, decore o prato com a salsa picada e com as azeitonas pretas. Se puder, harmonize com um bom copo de vinho tinto português!


Faça “qualquer coisa” à Brás!

Como a nossa anfitriã Ana mencionou durante a sessão ao vivo de culinária em família, à Brás é um estilo de culinária que envolve batata frita palha, cebola e ovos. Se for difícil encontrar bacalhau salgado onde, experimente esta receita com outros ingredientes, por exemplo, como camarão. Pode até torná-lo vegetariano, substituindo o peixe por alho francês!

Dica extra: caso não tenha todo o tempo que deseja para cozinhar, pode acelerar o tempo de preparação usando um pacote das suas batatas fritas palha favoritas que costuma encontrar na sua mercearia ou supermercado local.

Gostaria de aprender mais receitas portuguesas e conversar connosco ao vivo sobre comida, vinho, história e cultura portuguesas? Junte-se a nós ao vivo no Instagram!

Taste of Lisboa at Home

Todos os domingos, AO VIVO no Instagram
19:00 GMT+1 (Lisboa/Londres) / 20:00 CET (Berlim) / 14:00 EST (Nova Iorque) / 11:00 PST (Los Angeles) / 05:00 AEST (Sydney)

TOP